Partilhar

Lista de Distinções

  • Mestre Fotógrafo 
pela Associação de Fotografos Profissionais de Portugal 2010
  • Fotógrafo Especialista em Casamento 
pela Associação de Fotografos Profissionais de Portugal 2011
  • Fotógrafo Europeu Qualificado 
pela Federação Europeia de Fotografia 2012

Carreira

Em 1997, a inconformidade própria de quem quer evoluir, de quem quer seguir o seu rumo e cimentar uma carreira, leva-o a abrir o seu próprio estúdio de fotografia. E é aí que tudo começa de uma forma ainda mais séria e determinada.
Em 2002, recebe o troféu prémio revelação, atribuído pela Associação Fotógrafos Profissionais, no VI seminário de fotografia na Figueira da Foz.
Motivado, prossegue a caminhada da inovação, do progresso e da apreensão de novos conhecimentos técnicos. Para o efeito, participa em vários congressos e workshops no país e no estrangeiro.

Em 2003, recebe o prémio mérito profissional, na Exponoivos, uma distinção da Associação Fotógrafos Profissionais.
Em 2005, Tira o CAP – curso de formação de formadores.
Em 2006 concluiu o curso de juiz Qualificador da Associação Fotógrafos Profissionais de Portugal e em 2007 frequentou o curso de juízes qualificadores, em Espanha.
Em 2007, arrecada 4 méritos nas primeiras qualificações de obras fotográficas realizadas em Portugal.
Em 2008, foi Orador do XII Seminário de Fotografia e Vídeo da AFP, realizado nas Caldas da Rainha.

Em 2008, foi um dos Juízes convidado da AFP para a avaliação final dos trabalhos apresentados pelos alunos da Escola de Fotografia Oficina da Imagem.
Em Novembro de 2008, recebe mais dois méritos em obras fotográficas submetidas a qualificação.
Com a mesma motivação de sempre, entra no ensino superior, no Instituto Politécnico de Tomar (IPT), no curso de Fotografia, com o objectivo de seguir novos rumos. Não obstante todos os reconhecimentos e distinções já conquistados face ao seu “saber fazer”, por força de uma longa caminhada no “terreno”, Miguel Rolo entendeu que ainda tinha mais para aprender, sempre para aprender, pelo que decidiu entrar no ensino superior para colmatar uma lacuna no plano teórico-prático.
Miguel Rolo criou a sua própria imagem, o seu estilo muito peculiar. Mas, não obstante, sublinha que não tem segredos, apenas uma forte sensibilidade para trabalhar a luz e as perspectivas de enquadramento.

Inconformado com a crise que teimam em afirmar existir, Miguel Rolo desenvolveu, com o apoio de um informático, um fórum exclusivamente dedicado a fotógrafos profissionais, com o intuito de abrir o espaço da Net à partilha de opiniões, ideias e conhecimentos.
Miguel Rolo é um fotógrafo que cultiva, no exercício da profissão, um estilo low-profile, com resultados qualitativos inversamente proporcionais à discrição que usa no decorrer do trabalho de captação de imagem. É um seguidor da máxima defendida pelo ensaísta e poeta francês Paul Valéry, que defendia ser a elegância “a arte de não se fazer notar, aliada ao cuidado subtil de se deixar distinguir”.

2009 – Com um estilo único e vanguardista não passa despercebido á imprensa Portuguesa, merece destaque no JN, TVI, tardes da Júlia, Antena1 crónica diária de João Gobern, fotografa em directo na televisão no programa da manhã”você na TV da TVI e é destacado por toda a imprensa regional.
2009- Foi um dos Juízes convocado pelo colégio de Juízes da AFPPortugal para a avaliação de obras fotográficas integrado no sistema nacional de qualificações.

A convite de alguns Arquitectos, começou a desenvolver trabalhos na área da arquitectura e tenciona afirmar-se como uma referência Nacional também nesta área.

2010 – Começa o ano da melhor forma com mais um distinção de Ouro de Fotógrafo Especialista Anunciado na gala 2010 da Associação de Fotógrafos Profissionais de Portugal